Atenção

Fechar

INOX EM FOCO

O inox e a pandemia do novo coronavírus

O inox e a pandemia do novo coronavírus

O inox e a pandemia do novo coronavírus

Com a atual pandemia da Covid-19 – que atingiu o planeta – foi necessária a adoção de uma estratégia global para garantir as práticas de higiene apropriadas em todas as instituições de saúde, para a segurança de pacientes, colaboradores e visitantes. E a escolha correta do tipo de material usado em superfícies e equipamentos é uma das tarefas mais importantes para combater e prevenir as inúmeras doenças infecciosas transmitidas por fungos, bactérias ou vírus.

Um dos materiais mais apropriados e seguros, por seu baixo risco de contaminação em unidades de saúde, principalmente em hospitais e laboratórios, é o aço inox. Por conter uma superfície não porosa, o aço inox previne que agentes patogênicos como bactérias e outros microorganismos encontrem facilidade de aderência. Desta forma, o inox reduz a proliferação e contaminação cruzada, e evita a propagação de doenças infecciosas.

Por ser um metal de fácil assepsia (basta usar produtos desinfetantes para garantir a eficácia da higienização) é extremamente seguro em instalações de cuidados com a saúde, como centros cirúrgicos. Além disso, é altamente resistente à corrosão e ao calor, sendo 100% reciclável e sustentável.

Hoje o inox está presente nas mesas de cirurgia e de anestesia, nos aparelhos de iluminação, nos instrumentos e nas máquinas (medidores de pressão, de cauterização, coronarianas e pulmonares), que fazem parte desse ambiente à prova de germes que recria um cenário para que a vida continue.

Além da busca por vacinas e por medicamentos contra a Covid-19, várias empresas têm criado produtos que auxiliam no combate à pandemia.

Veja o caso do equipamento em aço inox para desinfecção das mãos criado em Portugal. Perfeito para ser colocado na entrada de serviços públicos, comércio e indústria, em geral, é composto por um recipiente interno com álcool gel. Não há necessidade de tocar no equipamento, uma vez que ele é acionado através de um sensor de proximidade colocado em seu interior.

Outra boa ideia é o tapete que desinfeta os calçados usados antes de entrar em casa, no escritório ou qualquer outro local, impedindo que uma eventual contaminação seja levada para o interior do ambiente. Esse tapete está embutido em uma caixa de inox projetada para comportar um líquido desinfetante, que limpa as solas dos sapatos, botas e sandálias.

Para ajudar no tratamento dos infectados e para a proteção dos profissionais da saúde, foi criada a Covid Box, uma caixa de aço inox recoberta com um campo plástico descartável que é colocada sobre o enfermo, assegurando assim máxima segurança. Por meio de aberturas laterais, a equipe médica tem acesso ao paciente.

O poder público também deve utilizar a versatilidade do inox, forte aliado no combate ao novo coronavírus.

Veja o caso de Santos/SP, onde os consumidores das feiras livres já contam com pias públicas para auxiliar na manutenção da higiene. A iniciativa visa reforçar a batalha da população contra a pandemia.

A versatilidade faz do inox um forte aliado no combate ao novo coronavírus

Soluções criativas podem ser viabilizadas com o aço inoxidável. Quando falamos em higiene, limpeza e assepsia, sempre citamos o inox como o material mais apropriado, seja nos hospitais, nas feiras, nos supermercados, nos restaurantes delivery ou mesmo em nossa casa. Mais que nunca é preciso contar com toda ajuda possível para vencermos a batalha contra o novo coronavírus e  nesse cenário o inox tem papel fundamental!

Apoio: 


Voltar para a lista

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.