Atenção

Fechar

NOTÍCIAS

O efeito da produção do café no Brasil, desde a economia ao consumo diário.

18/03/2021 | O Semanário

Desde muito tempo este grão está presente no dia a dia do brasileiro, a sua história e participação na economia do país diz muito sobre seus efeitos e um futuro promissor aos produtores e consumidores do famoso café preto.

A origem do famoso café não deixou registro, mas sabe-se, entretanto, que se trata de uma planta nativa das regiões altas da Etiópia (Cafa e Enária). Algumas lendas são contadas a respeito de seu aparecimento e foi através de um pastor etíope a descoberta de umas plantas diferentes das habituais na região.

Ao alimentar suas cabras com essas plantas aparecidas notou um comportamento diferente, viu que as cabras estavam mais animadas e enérgicas. Levando ao monge, o religioso demonstrou interesse e curiosidade e decidiu fazer o preparo de uma infusão com essas plantas e fruto, consumiu e logo comprovou que as plantas realmente causavam certa agitação.

Alguns registros afirmam que o consumo do café começou por volta de 575 d.C, aparentemente a polpa também era consumida nas refeições, sendo macerada ou misturada em banha. Seu consumo era principalmente por monges em rituais religiosos, pois, os auxiliavam durante as noites de reza e vigília noturna.

Desde muito tempo os grãos torrados do fruto do cafeeiro tem feito parte da realidade diária dos brasileiros, o consumo de café no país é em média de 5,8 kg por pessoa, por ano- colocando em 14ª posição dos países que mais consomem o famoso. A verdade é que foram os holandeses os verdadeiros espalhadores da boa nova e por criar a história do café pelo mundo. Essa importância do café na história do Brasil é antiga.

O café foi o principal produto de exportação do século XIX, fazendo o Brasil dominar a produção mundial de café, tendo os EUA como um dos principais consumidores do café brasileiro em 1929 com a crise que o cenário mudou, tornando as exportações cada vez mais raras.

Produção do café no Brasil e seu consumo consciente.

Hoje, o Brasil é um dos principais produtores e exportadores de café do mundo. É na Finlândia o maior consumo de café, segundo estatísticas da Organização Internacional do Café (OIC), o consumo é de 12kg por pessoa no ano, Noruega em segundo lugar com o consumo de 9,9 kg.

O grão de café é rico em antioxidantes e possui substâncias biologicamente ativas que ajudam o corpo a liberar energia, reduz os efeitos da produção de adenosina no organismo humano, ou seja, retarda a sensação de sono, consequentemente aumenta a frequência cardíaca, deixando o corpo com a sensação de estado de alerta, logo o seu consumo em excesso pode ser perigoso para o corpo.

Além disso, o filtro fabricado com papel branqueado industrialmente excede os “níveis aceitáveis” de dioxina, uma substância tóxica capaz de trazer problemas para a saúde. Dia 14 de abril é o dia dele, para o seu bem estar é imprescindível o consumo consciente, desde a dose diária devidamente controlada até a qualidade do produto em si.

Uma xícara de café contém 50 ml da bebida, então, até 150 ml de café por dia está bom, quando o assunto é o coração até três xícaras por dia é o suficiente, na gravidez é desaconselhado o consumo de café. Minas Gerais é o maior estado produtor de café do Brasil, cerca de 50% da produção nacional. Espírito Santo é o segundo estado maior produtor de café do país e o principal produtor de Conilon (Robusta).

O terceiro maior estado brasileiro produtor de café é São Paulo, com a produção estimada em 6,15 milhões de sacas de 60kg, em quarto, a Bahia com 4,13 milhões de sacas, 37,9% de aumento em relação a 2019. É possível um consumo consciente do café, não só em questões de saúde e vitalidade, mas quando o assunto é sustentabilidade o café possibilita uma vasta variedade de tornar-se mais eficiente.

Como é o funcionamento do filtro de café de inox:

– Não necessita de filtro de papel.
– Praticidade garantida, podendo ser transportado para qualquer lugar, ideal para viagens mais longas.
– Base de sustentação, o suporte, já vem inclusa e permanente no filtro de café. Facilitando o manuseio do filtro.
– Não há geração de resíduos com o filtro de inox, sendo ainda mais positivo ao meio ambiente.
– Substitui perfeitamente o uso de máquinas de café, além de ser versátil, por conta de seu tamanho único e forma.
– Sua lavagem é simples, apenas com água fervente e sabão de sua preferência, é importante efetuar essa limpeza assim que termina o preparo do café, pois a chance de ficar os restos da borra no filtro e causar o entupimento é grande.

Muitos são os benefícios com o café ecológico, pode haver melhoras nos desempenhos cognitivos por conta da cafeína ser uns dos estimulantes psicoativos mais consumidos no mundo e o aumento no disparo neuronal com a liberação de outros neurotransmissores. Um estudo publicado no jornal online BMJ Open sugeriu que consumir café ao menos uma vez no dia pode reduzir o risco de câncer de próstata, mas o ideal é conferir com especialistas sobre o assunto.

Os benefícios para a pele também aparece nas pesquisas sobre os bons efeitos do café. Rejuvenesce por isso o uso por parte de algumas empresas de cosméticos como Avon, Natura, tudo isso porque elas apostam em substâncias antioxidantes verdes do café para melhorar ainda mais o funcionamento e eficácia dos produtos.

Leia a matéria na íntegra.

Voltar para a lista

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.